Você conhece a Lptennis?

Automatize completamente seus rankings, torneios, barragens e faça gestão de aulas, locações, agenda de quadras e financeiro de maneira prática e rápida. Os jogadores tem uma rede social exclusiva do tênis e possuem painel de desempenho, H2H e histórico de jogos.


Raquetes de tênis: você sabe quando e como elas surgiram?

Jogos ou esportes que utilizam bolas são encontrados em pesquisas que datam até o ano de 3.000 a.C. Na Grécia antiga, em 500 antes de Cristo, tem-se nota de um esporte muito parecido com o tênis.

Já no século XIV, o “Jeu de Paume” — modalidade que evoluiu para o tênis moderno — tomava conta das ruas na parte sul da Europa. Foi nessa época que surgiu o primeiro equipamento a ser usado. Para evitar o inchaço das mãos por conta do impacto das bolinhas, os jogadores passaram a usar luvas.

Porém, o registro de uso das primeiras raquetes de tênis usadas como um instrumento oficial do esporte foram apenas no ano de 1555, no Tratado sobre o jogo da bola (Trattato del Gioco della Palle), de Antonio Scaino.

As primeiras raquetes de tênis

Os primeiros modelos eram totalmente diferentes das raquetes que vemos atualmente. Com a tecnologia da época, foram criadas em madeira compensada e possuíam um metro e meio de comprimento revestido de pele de carneiro. Seu encordoamento era em tripas de ovelha, dispostas na diagonal.

Durante os próximos séculos, algumas mudanças continuaram a acontecer com as raquetes. Mas foi no ano de 1860 que ocorreu uma das transformações mais significativas: cordas verticais e horizontais da mesma largura foram colocadas e entrelaçadas do mesmo modo que é feito até hoje.

A partir desse momento as raquetes foram incluídas pelo major Walter Wingfield na associação fundada para organizar as competições e regras sobre o tênis, a Lawn Tennis.

O primeiro torneio com os novos modelos

Foi no ano de 1877, durante o torneio de Wimbledon, que essas novas raquetes de madeira foram usadas em competições. Ali na cidade de Londres foi notado como o nível dos jogos evoluiu com as raquetes. Os jogos ficaram melhores e os atleta conseguiam impor uma maior potência ao bater nas bolinhas.

O grande sucesso fez com que as fábricas inglesas começassem a produzir as raquetes em larga escala.

Raquetes de aço não deram certo

Entre os anos de 1918 e 1925 houve algumas tentativas de emplacar as raquetes fabricadas em aço. Porém, elas não caíram no gosto dos atletas e de quem praticava o esporte.

As raquetes em madeira se mantiveram como os modelos mais populares do mundo. A Dunlop Maxply, que era complementada com um material multi-laminado, era a marca de maior sucesso na época, pois agregava mais flexibilidade e resistência.

No início da década de 50, marcas como Wilson, Dunlop, Slazenger e Donnay começaram a dominar o mercado e tiveram o seu ápice quando Jimmy Connor, usando uma Wilson T-2000 feita de metal, conquistou o título de simples em Wimbledon-74. No ano de 1987 já não havia nenhum tenista no All England Club usando raquetes de madeira.

As raquetes de tênis de hoje em dia

Com a popularização do tênis no mundo todo, a Federação Internacional de Tênis precisou criar um estatuto com as dimensões da raquete e a configuração do seu encordoamento.

No início dos anos 80, foi incorporada a fibra de vidro moldado. Posteriormente, a fibra de carbono foi o material da vez. Em 1984, Siegfried Kuebler resolveu substituir a seção transversal normal da cabeça da raquete por uma mais fina ampla. Essa mudança trouxe maior potência para as raquetes de tênis sem diminuir a estabilidade do movimento — tanto que é utilizado até os dias de hoje pelos maiores tenistas do mundo.

Gostou de saber um pouco mais sobre as raquetes de tênis? Então compartilhe este artigo com seus amigos nas redes sociais!

Rogério Frederico

Especialista em atendimento ao cliente e responsável pelo "customer success" e métricas de desempenho da Lptennis. Vibra gritando C'mon toda vez que ajuda alguém!!!

São Paulo, Brasil http://Lptennis.com

Você conhece a Lptennis.com?


Automatize completamente seus rankings, torneios, barragens e faça gestão de aulas, locações, agenda de quadras e financeiro de maneira prática e rápida. Os jogadores tem uma rede social exclusiva do tênis e possuem painel de desempenho, H2H e histórico de jogos.

Saiba mais em Lptennis.com




Inscreva-se no Blog da Lptennis.com

Receba nossos artigos e atualizações diretamente no seu e-mail.

ou inscreva-se via RSS com o Feedly!