O Guia dos Curiosos: Australia Open

No dia 16 de janeiro será dado o primeiro saque do Australia Open 2017.
Entrando no clima do primeiro Grand Slam do ano, separamos alguns fatos interessantes sobre este evento que promete já começar esquentando a temporada. Confira!

Início

O Australia Open foi jogado pela primeira vez em 1905, e até 1968 era chamado de Australian Championship. Nessa época ainda era disputado em diversas cidades da Austrália e também chegou a incluir duas cidades da Nova Zelândia. Somente a partir de 1972 começou a ser jogado exclusivamente em Melbourne, sendo que apenas em 1988 mudou-se para o atual complexo, o Melbourne Park.

Rod Laver Arena

A quadra central do complexo, cujo nome é um tributo ao maior tenista australiano de todos os tempos, foi concluída em 1987 e conta com uma capacidade para 14.820 espectadores.

Além de torneios de tênis, abriga também eventos de motoclicleta, concertos musicais, conferências, balés e eventos da WWE (luta livre).

Só da casa

Até o ano de 1945, o torneio não contava com tenistas estrangeiros, já que uma viagem de navio da Europa até a Austrália levava aproximadamente 45 dias.

Apenas em 1946 recebeu seus primeiros tenistas de fora do continente, quando diversos norte-americanos chegaram de avião para participar do evento. Já nesta edição de 2017, jogadores de 59 países participarão do Grand Slam que abre o ano.

Múltiplas superfícies

O torneio inicialmente era jogado na grama, e permaneceu assim até 1987. No ano seguinte começou a ser jogado em uma superfície sintética dura, chamada Rebound Ace, similar a do US Open porém mais veloz. Mas em 2008 os organizadores decidiram por uma nova troca de superfície, chamada Plexicushion, um pouco mais lenta que a sua predecessora e que lida melhor com as altas temperaturas, além de melhorar a visibilidade da bolinha.

Mats Wilander é o único jogador a ter conquistado o torneio tanto na grama quanto quadra dura.

Vai um sorvetinho aí?

O Australia Open atualmente é jogado no verão australiano, onde a temperatura pode chegar a 45 graus celsius durante o dia. Devido a isso foi implementada uma "política de proteção ao calor", em que o árbitro suspende os jogos se a temperatura chegar a 38 graus celsius e a umidade atingir os 70%. Também foram construídos tetos retráteis em diversas quadras, que acabam sendo mais utilizados com o propósito de proporcionar um alívio para jogadores e torcedores do que para proteger da chuva.

O calor durante o evento é tão grande que os espectadores chegam a consumir mais 150 mil sorvetes em uma única edição.

Brasil na área

Historicamente, o Australia Open não é um torneio de grande sucesso para os brasileiros.

Em toda a era aberta, apenas 3 brasileiros chegaram à terceira rodada: Marcos Hocevar em 1983, Jaime Oncins em 1991 e Gustavo Kuerten em 2004.

Porém em 2016, Bruno Soares, jogando ao lado de Jamie Murray, faturou o troféu de duplas ao derrotar Daniel Nestor e Radek Stepanek na final por 2-6, 6-4, 7-5.

2017

A edição de 2017 irá pagar 37 milhões de dólares em premiações, um aumento de 14% em relação a 2016.

O vencedor desta temporada receberá 3,7 milhões de dólares pela conquista, enquanto os participantes que forem derrotados na primeira fase levarão para casa a “bagatela” de 50 mil dólares.

O atual líder do ranking Andy Murray vai em busca do seu primeiro título, já tendo 5 vice-campeonatos no currículo. Nenhum tenista da era aberta chegou a tantas finais de um mesmo Slam sem conseguir levantar o troféu.

A edição deste ano contará com os brasileiros Thomaz Bellucci, Thiago Monteiro, Rogério Dutra Silva nas simples e Bruno Soares e Marcelo Melo jogando as duplas.

Um outro ponto interessante e muito bom para nós tenistas é que no site do torneio serão transmitido imagens de todas as quadras. Ótima oportunidade para acompanhar atletas "desconhecidos" e nossos grandes ídolos.

Neste ano também, a organização decidiu dar uma repaginada no logo do torneio. O tradicional logo com um atleta sacando deu lugar as iniciais da competição com uma grafia moderna.

Outras curiosidades

  • Ken Rosewall é o mais jovem e o mais velho a conquistar o torneio, aos 18 e aos 37 anos.

  • Pelas mulheres, Martina Hingis é a mais jovem a conquistar o torneio, tendo apenas 16 anos na época.

  • A partida mais longa de sua história aconteceu em 2012 com a vitória de Novak Djokovic sobre Rafael Nadal por 5-7, 6-4, 6-2, 6-7, 7-5 em 5 horas e 53 minutos de batalha.

  • Os maiores vencedores na era aberta são Novak Djokovic e Serena Williams, com 6 títulos cada.

Gostou de aprender mais um pouco sobre este prestigiado evento? Conhece algum outra fato interessante que gostaria de compartilhar? É só comentar abaixo!

Rafael Fachin Soares

Sócio da Lptennis. Atua há 11 anos no mercado desenvolvendo sistemas críticos e de alta disponibilidade no Brasil e EUA. Ainda em busca de sua primeira sequência de duas vitórias.

São Paulo, Brasil http://Lptennis.com/rafael

Você conhece a Lptennis.com?


É uma plataforma onde é possível criar e gerenciar rankings, torneios, barragens, aulas, clínicas, metodologia, locações, agenda de quadras e finanças.

Os jogadores interagem com os gestores a partir de uma rede social exclusiva para o tênis e possuem painel de desempenho, H2H e histórico de jogos.

Saiba mais em Lptennis.com




Inscreva-se no Blog da Lptennis.com

Receba nossos artigos e atualizações diretamente no seu e-mail.

ou inscreva-se via RSS com o Feedly!