Você conhece a Lptennis?

Automatize completamente seus rankings, torneios, barragens e faça gestão de aulas, locações, agenda de quadras e financeiro de maneira prática e rápida. Os jogadores tem uma rede social exclusiva do tênis e possuem painel de desempenho, H2H e histórico de jogos.


As grandes rivalidades do tênis feminino

Já falamos das maiores rivalidades do tênis masculino, chegou a hora de rememorar as grandes rivalidades entre as mulheres. Cabe notar que as rivalidades no tênis feminino têm números impressionantes e, por isso, listamos apenas as quatro maiores que marcaram o tênis.

Chris Evert x Martina Navratilova

Sem dúvida alguma a grande rivalidade do século.

Tenistas de estilo opostos, de um lado o efetivo jogo de fundo de quadra e troca de bolas de Evert e de outro a variação entre saque-voleio e slices de Navratilova. As duas protagonizaram nada mais, nada menos do que 80(!) confrontos, recorde absoluto, com vantagem apertada para Navratilova, com 43 vitórias.

Em Slams protagonizaram duelos emocionantes e se encontraram em finais 14 vezes (outro recorde da Era Aberta) e novamente a tcheca leva a melhor com 10 vitórias. Dado o tamanho da rivalidade, a emissora americana ESPN produziu um filme sobre as duas chamado “Unmatched”, que reuniu depoimentos das jogadoras e suas visões sobre as mudanças no mundo.

"Meu objetivo era que ela lembrasse o meu nome. Oitenta jogos depois – em meio ao extraordinário crescimento do tênis feminino – Evert tornou-se uma verdadeira amiga e confidente. Algo incrível, considerando que as duas pareciam polos opostos quanto à formação, estilos de vida e relacionamentos pessoais" afirmou à época Navratilova.

Stef Graf x Monica Seles

Essa poderia ter sido a maior rivalidade do tênis se não fosse interrompida por um infeliz incidente que mudou a história do tênis de diversas maneiras.

Ano de 1993, enquanto o norte-americano Pete Sampras dominava o ranking masculino e não era incomodado, no feminino, Steffi Graf e Monica Seles travavam batalhas torneio a torneio, construindo uma rivalidade que prometia ser uma das maiores da história.

Seles venceu seu primeiro Grand Slam logo aos 16 anos, em Paris, vencendo Graf em dois sets. Após essa batalha, Seles venceu 7 dos 11 GS seguintes colocando em xeque o reinado da alemã. As duas tenistas eram carismáticas, donas de estilos e personalidades distintas e ambas extremamente arrojadas, o que fazia dos confrontos delas algo que agradava o público de mais de uma maneira, inclusive no aspecto passional. Mas uma tragédia pôs um fim melancólico nessa história. Um homem alemão e torcedor de Graf, decidiu que era hora de acabar com a Seles.

No Torneio de Hamburgo, o torcedor desceu até a quadra e deu uma facada (com faca de cozinha de 18 cm) nas costas de Monica Seles enquanto ela estava sentada na troca de lado. Esse incidente abalou o mundo do tênis e custou boa parte da carreira de Seles, que só retornaria às quadras 28 meses depois.

A história desse duelo ficou resumida a apenas 15 duelos, com 10 vitórias para a alemã. Em Grand Slam se enfrentaram seis vezes em finais com três títulos para cada lado.

Serena Williams x Venus Williams

Sob a batuta do pai Richard Williams, as irmãs são dois dos ícones do tênis mundial.

A rivalidade se restringia apenas às quadras, nas quais o reinado passou de Venus para Serena, que esse ano(2017) superou o recorde de títulos de Grand Slam, que pertencia a Steffi Graf, com 23 conquistas. Juntas formavam uma dupla temida e quase imbatível, conquistando os quatro maiores torneios do tênis e também as Olimpíadas.

De lados opostos na quadra já se enfrentaram 28 vezes, com vantagem de 17-11 para Serena. Destas partidas, nove foram finais de Grand Slam e grande vantagem de Serena com 7-2.

Justine Henin x Kim Clijsters

Expoentes da grande geração belga, Henin e Clijsters levaram o país ao seu único título de Fed Cup em 2001. O duelo entre os estilos opostos também enchiam os olhos dos expectadores.

Henin era extremamente talentosa e dona de um backhand plástico de uma mão e incrivelmente eficaz. Clijsters apostava na força de seus golpes de fundo da quadra para cravar incontáveis winners. Jogaram 25 vezes com um placar apertado para Clijsters de 13-12, porém em Grand Slams a história é diferente e a baixinha Henin leva vantagem de 3-0.

E então? Faltou alguma rivalidade marcante do tênis feminino? Comente e nos diga qual você sentiu falta!

Nill Cavalcante

Relações públicas e especialista em mídias sociais e corresponsável pelo blog da Lptennis. Seu sonho é parar de perder pontos por foot fault e sair da quadra com a mesma calma que entrou

São Paulo, Brazil http://Lptennis.com

Você conhece a Lptennis.com?


Automatize completamente seus rankings, torneios, barragens e faça gestão de aulas, locações, agenda de quadras e financeiro de maneira prática e rápida. Os jogadores tem uma rede social exclusiva do tênis e possuem painel de desempenho, H2H e histórico de jogos.

Saiba mais em Lptennis.com




Inscreva-se no Blog da Lptennis.com

Receba nossos artigos e atualizações diretamente no seu e-mail.

ou inscreva-se via RSS com o Feedly!