Dicas para melhorar seu jogo de tênis: aspecto mental

O último texto da nossa série: aspecto mental!

Durante um jogo, é comum vermos outros tenistas terem um desempenho abaixo do nível que sabem jogar. Acontece com todos nós. Ficamos frustrados por não estarmos acertando aquele primeiro saque com slice, ou estamos atrasando nosso forehand na paralela ou o backhand está muito vulnerável.

Poderíamos listar diversos problemas que geram esses exemplos dados acima. Em resumo, eles acontecem quando os tenistas pensam pouco, mas também quando pensam demais.

Acontece quando estamos muito ansiosos dentro de quadra, quando ficamos bravos e frustrados. O reflexo disso tudo é uma queda de desempenho mental, técnico, tático e físico.

Aqui vão algumas dicas de como podemos diminuir esse processo de frustração que acaba com o lado mental de qualquer tenista.

1. Pense mais

Num esporte de “quem erra mais perde”, pontos importantes pedem cautela. Ou seja, ao invés de arriscar o 1º saque num 30-40 no 4-5 do segundo set, é mais inteligente sacá-lo com menos velocidade e um pouco mais de efeito para que o adversário não consiga agredir você (lembre-se: ele não sabe que você vai sacar mais fraco o 1º serviço).

Arriscar winners nesses momentos também não é uma boa ideia, mas forçar o erro do adversário com bolas fundas, altas, com bastante spin, direcionado ao golpe mais vulnerável (geralmente o backhand) é mais inteligente, já que pressiona o adversário para sair dessa situação com alguma jogada arriscada.

Portanto, pensar mais é agir com inteligência em momentos importantes, quando você precisa elevar seu nível de concentração.

2. Pense menos

Não é para pensar mais? Que história é essa de pensar menos agora?” O problema é: o jogador pensa demais quando precisa pensar de menos e vice-versa.

Momentos “menos tensos” pedem uma atitude mais automática do tenista. Ter uma estratégia consolidada e táticas que se adequem ao seu jogo ajudam a agir automaticamente.

Por exemplo, uma parte do plano de jogo é sacar aberto e bater a próxima bola na quadra aberta, não importa como ela venha, e subir à rede. Executar o plano que está em sua mente tem boas chances de dar certo.

Não porque você fará seu adversário correr, mas porque você estará seguro de fazer algo que está planejado. Isso o faz jogar “sem pensar” e, assim, você estará menos tenso, fará o movimento mais solto, batendo a bola mais firme.

3. Atitudes positivas

Mesmo com uma tendência ao “pensamento positivo” dos dias de hoje, é mais comum encontrar tenistas dizendo todos os tipos de palavras e frases negativas numa quadra de tênis. É comum os atletas ignorarem os efeitos do pensamento positivo dentro de quadra.

Grandes atletas utilizam isso desde antes de ser tornar “moda” hoje em dia. Ron Waite, do site tennisserver.com , teve a oportunidade de ver de perto e relatou sua experiência. Ron fotografou o circuito profissional por um tempo e esteve numa partida de Michael Chang (tenista americano vencedor de Roland Garros aos 17 anos de idade).

Independente da situação, a visão de Chang era positiva sobre o que fazia. Ron relata que era comum ouvi-lo dizer em voz alta, quando batia uma boa bola, “Aí está, a forma pela qual você lutou tanto para aperfeiçoar”. Caso fosse uma batida ruim “Essa foi perto. Na próxima, eu consigo fazer um winner”.

Vemos que Chang já aplicava, nos anos 1990, essa mentalidade positiva em relação ao seu desempenho em quadra.

O que tirar disso? A mente consciente, e a inconsciente, se alimentam de pensamentos. Nossos julgamentos sobre nosso desempenho em quadra são pensamentos e, portanto, afetam nossa mente. Então, se queremos nos livrar do medo, da raiva e da frustração dentro de quadra, faz sentido alimentarmos nossa mente com pensamentos que nos distanciem dessas emoções. Pensar negativo nos aproxima delas. Pensar positivo, por outro lado, nos distancia delas.

Quais outros aspectos mentais vocês acham importante para um tenista? Mande nos comentários!

Veja outros posts e reflexões que já fizemos na tag Melhore seu Jogo e leia dicas importantes para se tornar imbatível em quadra

Caio Guaraldo

Cursando Ciências Econômicas na Universidade Estadual de Campinas. Joga de cara fechada, mas por dentro é mais mole que maria-mole.

Campinas, Brasil http://Lptennis.com/guaraldo

Você conhece a Lptennis.com?


É uma plataforma onde é possível criar e gerenciar rankings, torneios, barragens, aulas, clínicas, metodologia, locações, agenda de quadras e finanças.

Os jogadores interagem com os gestores a partir de uma rede social exclusiva para o tênis e possuem painel de desempenho, H2H e histórico de jogos.

Saiba mais em Lptennis.com




Inscreva-se no Blog da Lptennis.com

Receba nossos artigos e atualizações diretamente no seu e-mail.

ou inscreva-se via RSS com o Feedly!