Você conhece a Lptennis?

Automatize completamente seus rankings, torneios, barragens e faça gestão de aulas, locações, agenda de quadras e financeiro de maneira prática e rápida. Os jogadores tem uma rede social exclusiva do tênis e possuem painel de desempenho, H2H e histórico de jogos.


4 Dicas para conservar melhor sua raquete de tênis

Sua raquete de tênis é sua maior aliada durante uma partida. Por isso, mesmo que você esteja com um condicionamento físico excelente e saiba fazer uma leitura do jogo, se sua raquete não estiver em boas condições, você muito provavelmente sairá em desvantagem.

Como deixar suas raquetes de tênis sempre preparadas para manter você à altura do jogo? Confira algumas dicas simples que preparamos para você!

1. Não maltrate sua raquete de tênis

Sua raquete de tênis foi fabricada para acertar bolas e nada mais. Elas são feitas de fibras de grafite, um material bastante sensível à impactos.

Choques em superfícies duras podem causar danos a essas fibras que, mesmo que não sejam visíveis, comprometem drasticamente o quadro da raquete de tênis. Por isso, mesmo que você esteja nervoso por ter perdido uma partida, respire fundo e pense duas vezes antes de sair batendo seu investimento em pisos de concreto ou postes de ferro por aí.

2. Não deixe sua raquete de tênis esquecida

Se você anda deixando sua raquete de tênis na mala do carro pra evitar ter que pegá-la no armário toda vez que for jogar tênis, saiba que em breve você terá que comprar uma nova. Na mala do carro, ela fica sujeita a todo tipo de choque e impacto, prejudicando suas fibras de grafite.

A pressão de outros objetos sobre a raquete de tênis pode ainda desgastar o encordoamento, tornando-o mais frágil e quebradiço. Por fim, o calor excessivo faz com que as fibras de grafite se desgastem, o que, aliado à constante pressão exercida pelas cordas no quadro, resultará invariavelmente em uma raquete empenada.

Por isso, após cada jogo, guarde sua raquete de tênis em um lugar com temperatura amena. Ou, se achar que vale a pena, invista em uma raqueteira térmica.

3. Troque o encordoamento da sua raquete

A perda de tensão é o único processo físico da sua raquete de tênis que realmente impacta na qualidade do seu jogo. Por isso, cordas muito frouxas pode ser a diferença entre a sua vitória e a sua derrota.

Só olhando, você pode achar que não tem nada de errado com a tensão do encordoamento da sua raquete de tênis, mas existe uma razão pela qual profissionais trocam de raquete o tempo inteiro durante o jogo: as cordas perdem tensão facilmente. No minuto em que você trocar o encordoamento, ele perderá a tensão. A cada segundo, a cada bola acertada, a pressão das cordas diminui. Uma raquete pode começar uma partida com tensão de 60 libras e terminar com apenas 40 libras.

Entre os grandes tenistas

A tensão ideal das cordas não é uma unanimidade. Enquanto Novak Djokovic mantém suas raquetes de tênis calibradas no padrão mais comum entre os profissionais, o de 60 libras, Rafael Nadal normalmente entra em quadra com 5 ou 6 raquetes calibradas a 55 libras e não costuma recalibrá-las ao longo das partidas.

Já Federer carrega 9 raquetes de tênis calibradas em três tensões diferentes, que vão de 48 a 52 libras. Embora alguns profissionais sejam pouco ortodoxos com a escolha da tensão de suas cordas, isso não é motivo para você inventar demais.

Por um outro ladro, existem jogadores que utilizam libragens abaixo de 45 ou até mesmo abaixo de 30, como é o caso do profissional Filippo Volandri.

Troque de acordo com a sua frequência de jogo

Profissionais costumam trocar as cordas todos os dias, independente se utilizaram a raquete ou não. Isso porque mesmo com a raquete parada existe uma pequena perda de tensão que pode atrapalhar nos jogos.

É claro que para amadores ou jogadores de final de semana na existe esta necessidade. A troca das cordas é influenciada pela frequência do jogo, potência dos golpes, quantidade de spin gerado na batida, tipo e espessura da corda utilizada.

Se você joga tênis a pouco tempo, leve em consideração a regra da paridade: se joga tênis 3 vezes na semana, troque suas cordas ao menos 3 vezes no ano.

4. Não esqueça o grip

Muitos jogadores ignoram a importância do grip de suas raquetes de tênis. Se o material do cabo estiver se despedaçando, há uma enorme chance dela voar da sua mão e acertar algo que, muito provavelmente, não é a bola.

Além de poder quebrar sua raquete de tênis ou provocar um olho roxo no adversário, um grip danificado pode causar lesões nos seus braços, ombros e punhos. Por isso, cuide para que o material não molhe nem resseque demais. Sempre que estiver perdendo a aderência, não economize e substitua o grip.

O que achou desse post? Dê uma olhada também nos tipos de encordoamento de raquetes ou nas dicas de conservação do seu equipamento de tênis!

Rogério Frederico

Especialista em atendimento ao cliente e responsável pelo "customer success" e métricas de desempenho da Lptennis. Vibra gritando C'mon toda vez que ajuda alguém!!!

São Paulo, Brasil http://Lptennis.com

Você conhece a Lptennis.com?


Automatize completamente seus rankings, torneios, barragens e faça gestão de aulas, locações, agenda de quadras e financeiro de maneira prática e rápida. Os jogadores tem uma rede social exclusiva do tênis e possuem painel de desempenho, H2H e histórico de jogos.

Saiba mais em Lptennis.com




Inscreva-se no Blog da Lptennis.com

Receba nossos artigos e atualizações diretamente no seu e-mail.

ou inscreva-se via RSS com o Feedly!